Ansiedade sintomas físicos e psicológicos

Ansiedade sintomas físicos e psicológicos
ansiedade

Ansiedade, saiba mais como se livrar desse mal.

Ansiedade sintomas físicos e psicológicos

A ansiedade é uma reação que todo indivíduo experimenta diante de algumas situações do dia a dia, como falar em público, expectativa para datas importantes, entrevistas de emprego, vésperas de provas, exames de saúde entre outras. Algumas pessoas porém, vivenciam esta reação de forma mais frequente e intensa, que pode ser considerada patológica e comprometer a saúde emocional. Como saber quando a ansiedade normal ultrapassa os limites e pode ser considerada um transtorno? Confira mais no texto abaixo.

Os transtornos de ansiedade incluem transtornos que compartilham características de medo e ansiedade excessivos e perturbações comportamentais relacionadas.

Medo é a resposta emocional a ameaça iminente real ou percebida, enquanto ansiedade é a antecipação de ameaça futura.

O medo é com mais frequência associado a períodos de excitabilidade aumentada, necessária para luta ou fuga, pensamentos de perigo imediato e comportamentos de fuga. Os ataques de pânico se destacam dentro dos transtornos de ansiedade como um tipo particular de resposta ao medo.

Já a ansiedade é mais frequentemente associada a tensão muscular e vigilância em preparação para perigo futuro e comportamentos de cautela ou fuga.

O que caracteriza o transtorno de ansiedade?

Os transtornos de ansiedade se diferenciam do medo ou da ansiedade normais, adaptativos, por serem excessivos ou persistirem além de períodos apropriados ao nível de desenvolvimento. Eles diferem do medo ou da ansiedade provisórios, com frequência induzidos por estresse, por serem persistentes.

Ansiedade sintomas físicos

Em casos mais graves, a ansiedade pode estar associada a um ou mais sintomas, tais como: inquietude, fadiga, dificuldade de concentração ou problemas de memória, irritabilidade, tensão muscular, distúrbios no sono ou ainda a outras desordens psiquiátricas.
•Sensações de sufocamento e falta de ar
•Coração acelerado, batimento cardíaco lento, palpitações
•Dor no Peito
•Insónia
•A cor da pele(branqueamento)
•Sudação
•Agitação ou tremores (visível ou internamente)
•Dor no pescoço e ombro e dormência na face ou na cabeça
•Rápido esvaziamento gástrico
•Indigestão, azia, obstipação e diarreia
•Sintomas de infecção do trato urinário
•Erupções cutâneas
•Fraqueza nos braços e formigueiro nas mãos ou pés
•Choque eléctrico em qualquer parte do corpo
•Boca seca
•Aumento dramático em sentimentos sexuais
•Nó na garganta e dificuldade para engolir
•Medo de morrer ou perder o controle
•Aumento da depressão e sentimentos suicidas
•Agressão
•Sintomas como ‘gripe’
•Visão distorcida
•Problemas hormonais
•Sensação de ter uma faixa apertada em volta da cabeça
•Dor nos olhos e espasmos
•Agorafobia
•Alucinações
•Alfinetes e agulhas na pele
•Aumento da sensibilidade à luz, som, tacto e olfacto
•Hiperactividade
•Dor na face que se assemelha a uma dor de dente
•Despersonalização

ansiedade

Sintomas físicos da ansiedade assustam e é um sinal do corpo que algo precisa ser feito!

Veja abaixo o detalhe dos sintomas físicos:

Sensações de sufocamento e falta de ar

Essas sensações estão entre os sintomas de ansiedade mais angustiantes. Às vezes sente como se o seu peito não se irá expandir para acomodar o ar que o seu corpo precisa, outras vezes ele se sente como se alguém estivesse empurrando uma almofada no seu rosto isto é apenas uma sensação causada por impulsos nervosos exagerados. Esses sintomas não vão prejudicá-lo, você não vai parar de respirar, desmaiar ou sufocar.

Coração acelerado, batimento cardíaco lento, palpitações

A ansiedade liberta adrenalina na corrente sanguínea, fazendo o coração disparar e sentir como se estivesse faltando batimentos (palpitações). Isto é perfeitamente natural e não vai e não pode prejudicá-lo de qualquer forma.Um batimento cardíaco lento é também uma característica comum de ansiedade, de novo, isso não significa que o seu coração parar de bater, ele pode se sentir estranho e alarmante, mas novamente não lhe dar qualquer credibilidade e ele vai embora.

Dor no peito

Causadas por tensão muscular, dores no peito podem fazer você se sentir com muito medo. A primeira reacção de qualquer pessoa com ansiedade que tenha dores no peito é que elas estão morrendo de um ataque cardíaco. Isso não é verdade,dor no coração é muito diferente a esta dor.A respiração profunda e relaxamento são uma maneira muito eficaz de diminuir estes sintomas desagradáveis.
Insónia
Um dos efeitos mais perturbadores da ansiedade, a insónia é a incapacidade para adormecer ou continuar dormindo.É importante recuperar o padrão de sono regular,como a falta de sono pode levar a sintomas perturbadores.

A cor da pele (branqueamento)

Como o sangue é desviado para os músculos durante a “luta ou fuga”, os finos vasos sanguíneos na pele que dá a cor rosa, recebem redução do fluxo sanguíneo e a pele perde alguma da sua cor. Não é perigoso e vai voltar ao normal quando o corpo começar a se normalizar após um ataque.Algumas pessoas com ansiedade generalizada podem parecer um pouco pálidas na maioria das vezes, mais uma vez isso é muito normal e vai voltar ao normal.

Sudação

A sudorese é uma reacção normal do corpo e é projectado para reduzir a temperatura do corpo.Como o corpo aquece o suor é liberado para ele através de glândulas sudoríferas.Como o suor evapora leva com ele o calor,resfriando o corpo.Durante os períodos de ansiedade o corpo está se preparando para qualquer fuga ou luta e libera o suor para esfriar os esforços iminentes.

Agitação ou tremores (visível ou internamente)

Nós todos trememos quando estamos nervosos ou com frio.Agitação é uma reacção normal ao medo e / ou com uma queda na temperatura corporal.Isto ocorre quando os músculos espasmodicamente estão em contacto criando atrito entre os músculos e outros tecidos do corpo.Este atrito gera calor,que aumenta a temperatura corporal.Durante a ansiedade é normal para experimentar agitação ou tremores.

Dor no pescoço e ombro e dormência na face ou na cabeça

São os vasos sanguíneos e nervos, que abastecem o rosto e a cabeça.Muitos destes nervos e vasos sanguíneos são encaminhados através da cabeça para o rosto.Quando o corpo está sob stress nestas áreas do corpo são geralmente os primeiros a ficar tensa. Dormência na região facial pode ser muito perturbador, mas geralmente não é nada que se preocupar e é geralmente o resultado dessa tensão.

Rápido esvaziamento gástrico

Pode ser um efeito colateral muito desagradável de ansiedade e se estiver a usar calmantes.Esta condição faz com que a pessoa possa sentir-se cheia desde muito cedo numa uma refeição, por vezes fazendo-os sentir como se não pudesse respirar. Então, logo após comer podem ter diarreia e sentindo-se como se todo o seu sistema digestivo estivesse a esvaziar muito rapidamente.

Indigestão, azia, obstipação e diarreia

Durante os períodos de ansiedade o corpo desvia o sangue de várias partes do corpo para os tecidos musculares, a fim de lhes fornecer o oxigénio necessário por eles durante a resposta de fuga ou luta.Uma das principais áreas onde o sangue é mais utilizado é em torno do aparelho digestivo.O sangue é enviado para lá para absorver os nutrientes dos alimentos que ingerimos. Como o sangue é desviado do estômago durante a ansiedade, a digestão fica mais lento e os músculos ao redor do estômago podem tornar-se atado.Isso pode causar indigestão, azia e diarreia ou constipação.

Sintomas de infecção do trato urinário

A medicação pode ter muitos efeitos colaterais e algumas vezes um tanto obscuros, incluindo os sintomas de uma infecção do trato urinário. Beber muita água é sempre aconselhável manter a saúde boa, em geral, mas mais ainda quando o corpo está sob stress.

Erupções cutâneas

As erupções cutâneas, manchas ou relevamento são sintomas muito comuns de ansiedade e stress. É bastante comum conseguir um eczema como erupções ao redor do nariz, bochechas e na testa. Eles não são nada que se preocupar e geralmente desaparecem quando você começa a se sentir melhor.

Fraqueza nos braços e formigueiro nas mãos ou pés

A resposta de fuga ou luta é uma reacção intensa e faz com que muitos sistemas do corpo reajam. A circulação do oxigénio do sangue e do dióxido de carbono faz alterar os níveis de tensão muscular é alterada. Todas essas mudanças corporais têm um efeito profundo nas sensações corporais, (braços, mãos, pernas ou nos pés) é uma dessas sensações.

Choque eléctrico em qualquer parte do corpo

O sistema nervoso é uma rede muito complexa de nervos eletricamente carregadas que são encontrados em cada centímetro quadrado de seu corpo, em torno de cada órgão, músculo e toda a sua pele, o maior órgão do corpo. Impulsos nervosos anormais devido à ansiedade podem causar uma vasta gama de sensações estranhas, embora inofensiva estes podem ser muito perturbadores.

Boca seca

Conforme os fluidos são desviadas para uso em outras partes do corpo durante a ansiedade, a boca fica seca. Beba água ou chupar rebuçados para lubrificar a boca. Em casos extremos, o médico pode prescrever um líquido para fazer isso, mas é caro. Ele não pode prejudicá-lo e vai-se embora após o desaparecimento da ansiedade.

Aumento dramático em sentimentos sexuais

Como o cérebro lida com mensagens perturbadas e confusas de todo o corpo, alguns dos processos da mente, como o pensamento pode se tornar um pouco distorcidos ou exagerados. Pensamentos e emoções sexuais são normalmente muito fortes, mesmo quando estamos de boa saúde, eles são o que impulsionam o mecanismo de atracão quando encontramos pessoas que achamos atraentes.

Nó na garganta e dificuldade para engolir

É causada pelos músculos na contratação garganta devido a ansiedade ou stress. Às vezes parece que você não consegue engolir nada.É totalmente inofensivos e não irão fazer você parar de respirar, comer ou beber, é apenas muito desagradável.

ansiedade

Ansiedade, deve ser tratada pois é o mal do século.

Medo de morrer ou perder o controle

Nós todos temos medo de ficar loucos ou perder o controle, mas a certeza é que você não está enlouquecendo. Enlouquecer não é um acto consciente, aqueles que sofrem de doenças mentais graves não têm conhecimento. Você não está enlouquecendo. Mensagens nervosas são enviadas para o cérebro através dos nervos cansados.

Aumento da depressão e sentimentos suicidas

Depressão é uma palavra que é comum utilizada para descrever uma variedade de condições. Eu ouço muitas pessoas na vida quotidiana que dizem, “estou deprimido, me sinto terrível, estou tão cansado”. Esta é, na maioria dos casos, não é depressão. A depressão é uma série de desequilíbrios químicos que criam uma condição clínica que tem fortes ligações com transtornos de ansiedade e pode ser um efeito colateral deles. Ansiedade tem muitas características de depressão e pode imitá-los fortemente. Quando alguém vai ao médico queixando-se de sensação de mente cansada, é muito fácil escrever uma receita de Prozac, Seroxat ou outro medicamento anti-depressivo. Gostaria de saber quantas pessoas estão nos anti-depressivos, que só precisava de reavaliar e reestruturar suas vidas.

Agressão

Quando se sente cansado, doente, cansado você é obrigado a sentir raiva. Uma das principais causas da raiva é realmente verdadeira tristeza. Pense de volta a uma situação que lhe fez sentir raiva, se dissecar esse evento você pode descobrir que a verdadeira razão para sentir tanta raiva era um sentimento de tristeza. A agressão é uma reacção normal a temer também, a resposta de luta ou fuga nos prepara tanto para correr ou lutar, por vezes a luta pode parecer ser a melhor resposta.

Sintomas como ‘gripe’

Gripe faz com que o corpo libere anti-corpos para a corrente sanguínea para atacar o vírus. Esta combinação de anti-corpos e infecção faz com que o corpo se sinta fraco, suado e sofrido. A ansiedade pode ter um efeito semelhante, enfraquecendo os músculos, tornando húmida e fria.

Visão distorcida

A fim de preparar o corpo para o perigo iminente, libertação de adrenalina faz muitas mudanças físicas. Durante a resposta de ansiedade, o corpo se prepara os olhos para detectar quaisquer movimentos leves, ela faz isso por dilatar as pupilas permitindo maior entrada de luz. É por isso que as pessoas ansiosas ficam mais sensíveis à luz intensa e muitas vezes usa óculos escuros para minimizar o cansaço visual que provoca.

Problemas hormonais

A ansiedade pode afectar vários sistemas do corpo, um dos quais é o sistema endócrino. Este sistema é responsável por equilibrar as glândulas que decretam harmónios no corpo. Embora estas glândulas secretam hormônios necessárias pelo organismo, eles não controlam os níveis desses produtos químicos, isso é feito pelo cérebro. Mensagens de distúrbios no cérebro e no sistema nervoso podem causar pequenas irregularidades na secreção desses produtos químicos.

Dores de cabeça e sensação de ter uma faixa apertada em volta da cabeça

Como discutido anteriormente, a tensão no pescoço e nos ombros pode causar imenso desconforto como enxaqueca e dormência. A sensação de ter uma faixa apertada em torno de sua cabeça é causada pela tensão muscular na bainha dos músculos que cobrem a cabeça. Vasos sanguíneos e nervos restritos dentro deste tecido pode causar sintomas muito graves, incluindo dor nos olhos, face e dentes.

Dor nos olhos e espasmos

Redução de lubrificação nos olhos acontece quando os fluidos corporais são desviados para outra parte do corpo durante a ansiedade e faz com que os olhos sintam dor.

ansiedade

Ansiedade, quando não conseguimos viver o dia de hoje!!

Agorafobia

Agorafobia é uma resposta natural à ansiedade e auto-preservação. Se nos sentimos ameaçados, tendemos a recuar para algum lugar seguro, como uma tartaruga na sua concha. Na ansiedade é importante para ganhar o controle desta resposta logo que você sente o desenvolvimento.

Alucinações

As alucinações podem ser muito assustadas na verdade, se você não as entender o que são e de onde eles vêm. As alucinações são outro exemplo de sintomas transitórios. Pois podem também ser um efeito colateral dos medicamentos que lhe foi prescrito.
Alfinetes e agulhas na pele
As terminações nervosas na pele ficam vivos com impulsos eléctricos, estes podem sentir sensações alfinetes e agulhas, eles são o resultado de impulsos nervosos e não pode prejudicá-lo.

Aumento da sensibilidade à luz, som, tato e olfato

Todas essas sensibilidades estão a preparar os seus sentidos para ver, cheirar, ouvir quando esta em perigo iminente durante a resposta de luta ou fuga. Todos esses sentimentos são incomuns, mas não perigosos, eles são temporários e vão voltar ao normal como reduzir seus níveis de ansiedade.

Hiperatividade

A hiperatividade é uma maneira de descrever uma série de sintomas que fazem você se sentir como se você precisasse falar mais rapidamente e fazer as coisas mais rápido. Ela pode fazer você se sentir confuso e irracional e pode fazer você fazer coisas que você não faria normalmente. Esta é uma característica comum de ansiedade e abstinência de drogas e vai passar o tempo.

Dor na face ou na mandíbula que se assemelha a uma dor de dente

A maior parte desse sintoma é causado por tensão, não só no rosto, pescoço e ombros, que podem se referir dor na mandíbula e dentes, mas também na própria mandíbula.

Despersonalização

Estes são os sintomas que afectam a maneira de como você está. Despersonalização é a sensação de que você e tudo ao seu redor não é real, como se estivesse vendo tudo através de uma névoa ou algum tipo de filtro. Foi notado que as pessoas experimentam despersonalização, durante o pânico.

Principais sintomas da Ansiedade Generalizada

O Transtorno de Ansiedade Generalizada afeta a forma como uma pessoa pensa, mas a ansiedade também pode levar a sintomas físicos. A ansiedade generalizada ocorre quando uma pessoa encontra dificuldade para controlar o medo, durante vários dias, por um período superior a seis meses. Além disso é preciso apresentar três ou mais sintomas de da lista abaixo:

Preocupações e medos excessivos
Visão irreal de problemas
Inquietação ou sensação de estar sempre “nervoso”
Irritabilidade
Tensão muscular
Dores de cabeça
Sudorese
Dificuldade em manter a concentração
Náuseas ou queimação no estômago
Necessidade de ir ao banheiro com freqüência
Fadiga e sensação de cansaço constante
Dificuldade para dormir ou manter-se acordado
Surgimento de tremores e espasmos
Ficar facilmente assustado

Ansiedade sintomas psicológicos:

O que caracteriza o transtorno de ansiedade?

Os transtornos de ansiedade se diferenciam do medo ou da ansiedade normais, adaptativos, por serem excessivos ou persistirem além de períodos apropriados ao nível de desenvolvimento. Eles diferem do medo ou da ansiedade provisórios, com frequência induzidos por estresse, por serem persistentes.

13 Sinais de Ansiedade

Listamos os principais comportamentos que podem estar relacionados a transtornos de ansiedade, e merecem atenção:

1 – Enxergar perigo em tudo

Indivíduos com transtornos de ansiedade em geral superestimam o perigo nas situações que temem ou evitam. O medo ou a ansiedade são excessivos ou fora de proporção. Você já conheceu alguma pessoa que não viaja de avião por que tem medo de acidente aéreo? Está sempre pensando que o avião vai cair?

Um outro exemplo é alguém que passa por um procedimento ou exame médico simples e teme ter uma doença grave ou ficar incapacitado após o exame. Em casos mais extremos chega até a cogitar a possibilidade de morrer no procedimento.

2 – Assaltar a geladeira ou descontar a preocupação no docinho

Não faltam casos de pessoas que encontram na comida uma solução para seus problemas emocionais. Ao menor sinal de preocupação você recorre ao brigadeiro, a um docinho ou qualquer outro alimento para aliviar a tensão. Em geral mastigam pouco o alimento, e ingerem grande quantidade de comida em pouco tempo.

Comer indiscriminadamente, sem fome, por ansiedade, estresse ou outra emoção negativa é um sinal de alerta. E cuidado, esta atitude também pode desencadear uma compulsão alimentar.

3 – Alterações de sono

Sentem dificuldade para dormir ou apresentam episódios de insônia em vésperas de reuniões importantes e eventos. Não conseguem se desligar do que fizeram ao longo do dia no trabalho e passam a noite processando o que farão no dia seguinte. Algumas vezes chegam a sonhar e despertar pensando em soluções possíveis para determinada questão: Ansiedade pode causar insônia e a Ansiedade excessiva causa alterações no sono.

4 – Sofrer com tensão muscular

Estão sempre com dores nas costas, ombros e nuca. Seus músculos do pescoço estão travados e a dor é tanta que mal dá para virar de lado? Essa tensão muscular, quase constante, geralmente acompanha os transtornos de ansiedade. Quanto maior a preocupação e o desânimo, maior a possibilidade de transferir as tensões para a região cervical.

5 – Ter medo de falar em público

Somente ao pensar na necessidade de realizar uma apresentação para uma plateia sinais como sudorese excessiva, mãos geladas, taquicardia, falta de ar e respiração ofegante aparecem.

Ansiedade e medo de falar em público
Medo de falar em público e ansiedade podem ser precedidos de sinais como sudorese e calafrios

6 – Preocupar-se em excesso

Estão sempre preocupados com o futuro. Ainda mais em épocas de crise econômica, é comum ver pessoas preocupadas com a manutenção do emprego. Será que estarei empregado mês que vem? Terei dinheiro para pagar minhas contas? Como vou cuidar da minha família?

A preocupação excessiva é uma fonte direta de dores de cabeça, úlceras, ansiedade e stress, podendo inclusive afetar o sistema imunológico.

7 – Ficar à beira de um ataque de nervos

Irritabilidade, mudanças de humor repentinas e sem explicação aparente. Pessoas que estão a ponto de entrar em um ataque de nervos, podem passar da euforia ao pranto rapidamente. Esses sintomas surgem em momentos de maior pressão e stress, por exemplo, quando da perda de um emprego ou de um ente querido.

8 – Conviver com medos irracionais

Medos de estar perdendo alguma coisa, de não ser bom o suficiente, medo do fracasso, pânico de ficar sozinho ou de não ser aceito também perseguem pessoas ansiosas. Campeões de autocrítica, são os primeiros a não se sentir capazes o suficiente para concluir uma determinada atividade. O excesso de medo pode comprometer a segurança nas relações pessoais, seja no trabalho ou na família.

9 – Apresentar inquietação constante

Dificuldade de concentração, inquietação e fadiga. O indivíduo apresenta uma angústia intensa, não consegue ficar quieto, caminha de um lado para o outro, desespera-se. Fatores que geram grande desconforto ao atrapalhar a conclusão de uma tarefa, ao afetar a qualidade de vida da pessoa e de quem está ao seu lado.

10 – Sofrer com sintomas físicos

Nos momentos de ansiedade, podem surgir sintomas físicos como tremores, cansaço fácil, sensação de falta de ar ou asfixia, coração acelerado, suor excessivo, mãos frias e suadas, boca seca, tontura, náuseas, diarreia, desconforto abdominal, ondas de calor, calafrios, micção frequente, dificuldade para engolir, sensação de engasgo, entre outros.

11 – Pensamento obsessivo

O pensamento obsessivo é uma incapacidade de ganhar controle sobre pensamentos e imagens, angustiantes e recorrentes. Estudos de imagem cerebral indicam que está associado a uma disfunção neurológica de causa desconhecida que força os pensamentos em ciclos repetitivos. O pensamento obsessivo também pode estar associado a transtornos do humor, incluindo distimia, depressão, transtorno bipolar e é o sintoma definidor de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), Transtorno de Pânico e muitas outras condições psicológicas.

12 – Perfeccionismo

O perfeccionismo caracteriza-se pela insistência em estabelecer padrões altos e pela busca incessante em alcançar esses padrões. E de fato, os perfeccionistas muitas vezes têm alto desempenho – mas o preço desse sucesso pode ser a infelicidade e insatisfação crônicas. Pode estar fortemente ligado ao medo de errar e a comportamentos de auto-sabotagem, como a procrastinação. Como a perfeição é algo praticamente impossível de se atingir, pessoas perfeccionistas acabam sofrendo com a ansiedade por não conseguir atingir o objetivo estabelecido.

13 -Problemas digestivos

Um sistema muito afetado pelo estresse e ansiedade é o gastrointestinal. Dores, má digestão, mal-estar no abdômen, diarreia e azia são alguns desses sinais que podem causar incômodo. Ansiedade excessiva e estresse agudo podem alterar as funções gastrointestinais por meio do sistema nervoso. Como consequência dessas alterações podem surgir úlceras, gastrites, doenças inflamatórias, refluxo gastroesofágico e síndrome do intestino irritável.

ansiedade

Ansiedade, cuide-se hoje para viver bem amanhã.

Dicas para gerenciar a ansiedade

Pratique atividades físicas

A prática de atividades físicas estimula a produção de serotonina, neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais. É a substância do prazer e do bem-estar. Se você ainda não é adepto de nenhum esporte ou atividade física, permita-se descobrir algo novo. Caminhada, corrida, natação, uma aula de dança, tênis, ou ainda esportes coletivos como o basquete ou futebol, podem ser alternativas para fugir do sedentarismo e reduzir os níveis de ansiedade. Caminhar em locais abertos, mantendo o contato com a natureza, por exemplo, pode ser uma bela oportunidade de relaxar a mente.

Praticar exercício físico reduz ansiedade

A prática de exercícios físicos contribui para a produção de serotonina e redução da ansiedade
Invista em alimentos com triptofano
Os alimentos ricos em triptofano são ótimos para melhorar o humor e proporcionar sensação de bem-estar porque ajudam na formação de serotonina, uma substância presente no cérebro que facilita a comunicação entre os neurônios, regulando o humor, a sensação de fome e o sono, por exemplo. Os principais alimentos ricos em triptofano são os alimentos ricos em proteína como carne, peixe, ovo ou leite e derivados. Queijo, amendoim, castanha de caju, frango, ovo, ervilha, peixes, amêndoas, abacate, batata e banana são alimentos que podem ajudar a dar um Up no nível de triptofano e no astral.

Alimentos ricos em triptofano ajudam a reduzir a ansiedade

A banana é um dos alimentos ricos em Triptofano e que ajudam a combater a ansiedade
Alivie o estresse diário
Tente evitar ao máximo situações e momentos de estresse. Algumas terapias alternativas podem ajudar no alívio do estresse. Acupuntura, por exemplo, é uma terapia oriental chinesa que consiste no estímulo de pontos espalhados pelo corpo. Ela ajuda a combater enxaqueca, cólica, fibromialgia, estresse, e auxilia, até mesmo no emagrecimento. Aromoterapia, Musicoterapia, Yoga, Watsu, Geoterapia, Quiropraxia, Shiatsu e o Reiki também são alternativas que podem trazer alívio do estresse, bem-estar e melhorar sentimentos como medo, ansiedade e tristeza. A acupuntura é uma técnica milenar capaz de reduzir a ansiedade

Controle a respiração

Respirar da forma correta pode ajudar muito no controle do corpo e da mente. Procure reservar momentos do dia para respirar lentamente apenas pelo nariz. Exercícios de três a sete minutos são já são suficientes para proporcionar maior equilíbrio e acalmar. Respire lenta e profundamente, observando o movimento do diafragma. Outra dica é deitar na cama, com as luzes apagadas, e colocar as mãos sobre o abdômen. É preciso contar enquanto se respira, para criar um ritmo. Pode-se inspirar contando mentalmente até quatro e expirar no mesmo tempo, sempre pelas narinas.

Evite pensamentos negativos

Tente mudar seu discurso interno, aprendendo a prestar atenção aos seus pensamentos, não alimentando pensamentos fantasiosos e incoerentes pelo futuro. Continue atento às frases que começam com E se… , e se… e corte na raiz os pensamentos negativos. Sempre que um pensamento negativo se aproximar, tente evitá-lo, pensando em situações agradáveis e coisas que te trazem prazer.

Tome um chá

É sabido desde os tempos antigos que algumas plantas possuem efeitos medicinais. O hábito de tomar um chá pode proporcionar efeitos benéficos para sua saúde emocional. Listamos alguns especialmente indicados para ansiedade: camomila, lúpulo, valeriana, erva-cidreira, maracujá, lavanda, alecrim e melissa.

Que tal uma xícara de chá para relaxar e controlar a ansiedade?

ansiedade

Ansiedade, não se deixe vencer!! Mexa-se!!

Seja mais organizado

Desorganização atrapalha o funcionamento do cérebro e provoca estresse. Ser organizado facilita o trabalho do cérebro, pois permite que ele tenha previsibilidade para executar tarefas. A energia adicional consumida em razão da desorganização no seu armário ou no escritório, por exemplo, acumula desgaste cerebral maior, cansa, tende comprometer o bom funcionamento mental e pode provocar outros males. Comece organizando as gavetas, depois os livros, e assim vai organizando também os pensamentos. Algumas pessoas costumam brincar, que quando querem organizar a vida, começam organizando o guarda-roupas. Pode fazer sentido. Separe peças que não queira mais, leve para doação e experimente a sensação de deixar tudo mais organizado ao seu redor!

Passe bons momentos com quem você ama

Tenha momentos de qualidade com amigos, familiares e pessoas que você realmente ama. Deixe o celular e as redes sociais de lado e curta cada momento com suas pessoas queridas. Namorar, por exemplo, é um ato que gera prazer e é mediado por vários hormônios. Os principais são serotonina e ocitocina que causam bem-estar na pessoa e, de certa maneira, melhoram a autoestima. Pessoas apaixonadas também se cuidam mais e se preocupam mais com a saúde.

Sorria

Sorrir alivia o estresse. Em casos de estresse e ansiedade até o sorriso mais forçado pode diminuir drasticamente o nível de stress e deixá-lo mais feliz. O riso relaxa o corpo e a mente, fortalece as defesas orgânicas, melhora a circulação e a pressão arterial e libera endorfinas, que promovem uma sensação de bem-estar geral.

Seja adepto do Mindfulness

Mindfulness é uma técnica meditativa que tem sido cada vez mais estudada e difundida como tratamento coadjuvante no tratamento de diversos transtornos mentais. Ao sentir raiva, tristeza, medo, angústia, ansiedade, podemos tentar tomar consciência das sensações físicas que se apresentam ao invés de alimentar pensamentos. Quando acalmamos (relaxamos) nosso corpo, consequentemente acalmamos nossos sentimentos.

Meditação pode ajudar no controle da ansiedade generalizada

Descubra atividades prazerosas
Hobbies proporcionam prazer e nos desviam das tensões. São estratégias para driblar o estresse. Ter um hobby deveria ser tão importante quanto dormir e se alimentar. Se você ainda não tem nenhum hobby, permita-se descobrir novas atividades que tragam prazer. Dançar, cantar, tocar um instrumento musical, costurar, fazer palavras cruzadas e ler podem ser boas alternativas. Aprender uma atividade manual como pintura, marcenaria, artes plásticas, jardinagem ou mesmo aprender a cozinhar podem despertar novas sensações e elevar o humor e auto estima.

Fortaleça o autoconhecimento

O autoconhecimento é um grande aliado no combate à ansiedade. Em momentos de crise, a atitude mais sensata é abandonar o que se sabe para mergulhar na fase do “não sei”. Assim, é possível quebrar padrões mentais que nos limitam para resolver problemas de alta complexidade e, descobrir soluções inovadoras quando estamos vivendo sob intensa pressão. Nesse sentido, a psicoterapia é um dos recursos mais poderosos para se autoconhecer. Se você ainda não experimentou esse processo, encontre um psicólogo com o qual você se sinta confortável e mergulhe de cabeça!

Florais de Bach: os benefícios das gotinhas para o tratamento da ansiedade

Conheça os benefícios dos florais de Bach, que ajudam a equilibrar as emoções e a buscar, junto com outros tratamentos, a cura de forma natural
Qualquer pessoa pode se beneficiar dessa terapia, que não muda a personalidade, mas faz um ajuste, criando equilíbrio

Os florais de Bach são essências extraídas das flores com poder de transformar emoções e pensamentos negativos. “Esse tipo de tratamento se chama Lei dos Opostos, ou seja, pra cada emoção ou estado mental negativo, como tristeza, insegurança, estresse ou depressão, existe uma essência que traz as virtudes opostas, como alegria de viver, coragem, segurança e tranquilidade”, explica Simone Filkauskas Sequeira, terapeuta de São Paulo.

Não é remédio!

Cada frasquinho de floral é preparado, em geral, com 7 ml de brandy (conhaque de boa qualidade, que ajuda a conservar a essência floral) e 23 ml de água mineral sem gás. Podem ser usadas, no máximo, sete essências em cada frasco. Depois de pronto, o floral é guardado em vidros de cor âmbar (também para garantir uma melhor conservação). Se o paciente por acaso não puder tomar álcool nem em dose baixíssima, a fórmula também pode ser feita com vinagre de maçã ou glicerina vegetal.
“O floral não é um remédio. Por isso, não vai curar uma gastrite (que deve ser tratada por um médico), mas vai cuidar da causa emocional que fez com que a doença se desenvolvesse”, explica a terapeuta. É por isso que duas pessoas com o mesmo sintoma podem usar florais totalmente diferentes.
Procure um terapeuta!
Gente de todas as idades, animais e plantas podem se beneficiar dessa terapia, que não muda a personalidade, mas faz um ajuste, criando equilíbrio. “Se você não sabe dizer ‘não’ e se sente explorada, com ajuda dos florais continuará sendo prestativa, mas aprenderá a impor limites para os outros e para si mesma”, revela Simone. Por ser tão natural, é comum pessoas escolherem, por conta própria, as essências que desejam tomar. Segundo ela, isso é um erro. “Esse procedimento compromete a eficácia do tratamento, pois, quando escolhem uma fórmula, elas estão sempre se baseando no desconforto que estão sentindo”, diz. “Mas só um terapeuta pode identificar quais são as causas que devem ser tratadas e o floral mais indicado para isso.” Outra queixa comum é dizer que os florais não funcionam. Isso ocorre porque muita gente não retorna ao terapeuta – por falta de tempo e até pelo custo – e acaba tomando a mesma fórmula por muito tempo. Vale lembrar que o ser humano está sempre em evolução. Por isso, um floral indicado para um problema do passado pode não ser o ideal para o momento atual.

floral de bach

Florais de Bach, excelente tratamento natural para ansiedade.

Os florais tratam as emoções

Os florais de Bach foram criados na década de 1930 pelo médico inglês Edward Bach. Ele percebeu que, mais importante do que tratar os sintomas apresentados pelos pacientes, era investigar as causas emocionais que os geravam e tratá-las. Bach costumava dizer: “Não existem doenças, existem pessoas doentes. Tratem os doentes e não as doenças”. Os florais não são remédios e não apresentam efeitos colaterais. Também não estão ligados a crenças ou religiões. Depois de Bach, pessoas de vários locais começaram a pesquisar as flores de seus países e deram origem a outros sistemas. “A exemplo dos florais californianos, do Alasca, dos australianos e dos florais de Minas, entre muitos outros, como os de Saint Germain. As gotinhas equilibram os sentimentos e pensamentos fazendo com que o corpo reaja de forma adequada aos problemas enfrentados.

Envie seu comentário